O QUE SIGNIFICA CARTÃO DE CRÉDITO

Cartão de crédito: uma forma de pagamento em que uma operadora assume a quitação da dívida do titular do cartão até uma determinada data, quando então essa dívida será inevitavelmente repassada a ele.

O uso indiscriminado do cartão de crédito no dia a dia da vida das pessoas representa um dos maiores fatores de risco para sua saúde financeira – e não só dela, mas também de sua saúde social, familiar, mental, espiritual e física!

Comprometendo seu futuro por conta de impulsos não controlados no presente.

Isso não significa uma apologia contra o cartão de crédito; longe disso. Toda pessoa deve possuir um cartão de crédito; no mínimo, para fazer face aos inevitáveis imprevistos do dia a dia da vida.

O que as pessoas precisam é ter em mente seu uso de forma regrada.

Regras para o cartão de crédito

1. Cartão de crédito não é quitação; é financiamento…

E, como todo financiamento, pode até ser que quando de uma compra, alguém se sinta extremamente feliz e satisfeito – só que, como todo financiamento, um dia a conta chega…

2. Cartão de crédito não é salário; é adiantamento…

Pode até ser que alguém se sinta momentaneamente mais rico, com um poder de compra maior; só que, como todo adiantamento um dia ele será debitado e, ainda que não do salário, será cobrado na conta corrente – o que, rigorosamente, dá no mesmo.

3. Cartão de crédito não é crédito; é débito…

E como todo débito, ele só diminui o saldo da conta corrente bancária de qualquer um que o utilize; portanto, quando se usa o cartão de crédito para alguma compra, é importante atentar se realmente o que esteja sendo somado com a compra a crédito vale o sacrifício – sacrifício financeiro de ver subtraído o débito do valor da compra no dia do vencimento da fatura.

4. Cartão de crédito não representa status; representa praticidade…

Quem quer que realmente esteja interessado em impressionar os que estejam ao seu redor, fará o pior dos negócios ao recorrer ao cartão de crédito para efetuar o pagamento de suas contas; cartão de crédito foi feito para agilizar o processo de concessão de crédito em situações em que, mesmo tendo o dinheiro disponível para pagamento imediato, o comprador opta por utilizá-lo para que haja mais rapidez na conclusão do evento (tipo comer uma pizza inteira sozinho, regada a uma garrafa de vinho, e depois pedir a conta) – quem realmente tem muito dinheiro, não sabe o que é cartão de crédito.

5. Cartão de crédito não tem sentimentos; só data de vencimento…

Cartão de crédito não foi criado por pessoas interessadas na plena realização espiritual de seus devotos, mas sim por baluartes do mercado financeiro, que entenderam que seria muito interessante disponibilizar para acesso imediato um meio de compra que viabilizasse uma compra, ou quaisquer compras, por impulso, antes que o potencial comprador pudesse refletir e eventualmente chegar à conclusão de não comprar – ou seja, antes de usar o cartão de crédito, faça como banqueiros: pense como o cérebro, não com o coração.

É importante ter cartão de crédito?

Sim, muito importante.

Para a maioria das pessoas.

Pois ele facilita enormemente a vida do dia a dia.

E é por isso que todas as pessoas devem ter um cartão de crédito.

Só que num país como o Brasil deve-se tomar muito cuidado com seu uso indiscriminado – quando isso se dá a esmo.

Quem entrar no crédito rotativo do cartão de crédito significa optar pela pior forma de financiamento existente sobre a face da Terra.

Juros de 7% ao mês – na mais otimista das hipóteses.

Juros de 14% ao mês – a mais comum no Brasil de hoje.

Para que se tenha uma pálida idéia do que significam essas taxas de juros em termos de países desenvolvidos, considere que a taxa de financiamento de um imóvel, na Europa ou Estados Unidos, beira os…

7% – Ao ANO!

Enfim, todo o usuário de cartão de crédito deve ter em mente que cartão de crédito é como bebida alcoólica.

Lógico que não há nada de errado em se tomar umas biritas!

Desde que se mantenha permanentemente a consciência sobre quem manda em quem.

Pois cartão de crédito não significa ganhar; significa gastar

***

“Há muitos modos de ganhar dinheiro, mas só um de gastar: gastar menos do que se ganha.” (Renato Kehl)

 

Comentários: