TEMPO

***

As coisas se revelam

Cada vez mais claras

A quem não analisa

O que se passa à volta

 

Pairar no céu aberto

Parece muito fácil

Difícil é ter os pés

Na terra onde se pisa

 

Nem sempre o chão é firme

Às vezes ele estremece

E também junto com ele

A mente e o coração

 

Sem ação, pensar na vida

Só consome nosso tempo

O tempo é tão escasso

E a vida, o que é? Só tempo

***

“Quem mata o tempo não é assassino; é suicida.” (Millôr Fernandes)

 

Comentários: