O QUE SIGNIFICA VELHICE

Velhice: o preço a ser pago por alguém algum dia – pelo menos enquanto quiser se manter vivo.

Infância, adolescência, juventude, maturidade… Velhice.

Você se considera apto a desejar usufruir de todas as vantagens de se atingir o ápice da longevidade humana?

Chegar à velhice?

Em outras palavras, ficar velho?

Penso que alguém só pode estar disposto a isso se estiver plenamente consciente de quais são as principais vantagens dessa condição.

A condição da “velhice”.

Primeiramente, velhice tem a ver com longevidade.

E longevidade nada mais significa do que uma vida longa.

Só que velhice não tem, necessariamente, a ver com ficar “velho”.

Afinal, todos nós já começamos a envelhecer quando nascemos – e não paramos mais…

Você tem 60 anos?

Parece um velho para quem tem 40…

Você tem 40 anos?

Parece um velho para quem tem 20…

Você tem 20 anos?

Não se engane:

Você é um velho…

Para quem tem 10 anos!

E “bota” velho” nisso…

Aliás…

Efetivamente, quando é que alguém fica “velho”?

Não é aos 60…

Aos 40…

Muito menos aos 20…

Mas sim quando começamos a pensar que ficamos velhos…

Afinal, quando é que se chega à velhice?

1. Não paramos de nos divertir porque ficamos velhos; ficamos velhos porque paramos de nos divertir.

2. Depois dos cinqüenta, todo o salto é mortal; não é isso que todos os jovens sonham realizar?

3. Os jovens imaginam que todos os velhos são tolos; os velhos sabem que todos os jovens são tolos.

4. Quando jovens, perdemos tempo discutindo “picuinhas” com vizinhos; quando velhos, perdemos tempo discutindo com vizinhos as “picuinhas” dos jovens.

5. Todo mundo é capaz de aprender qualquer coisa ao longo da vida; mas só os que ainda estão vivos demonstram que aprenderam alguma…

E considere, em qualquer hipótese, a seguinte máxima:

Se você conseguir chegar à velhice, parabéns!

Pois isso só vai acontecer se você não morrer antes.

A juventude nunca perderá por esperar!

Pois se aprender a esperar vai no mínimo poder chegar à velhice…

***

“Depois dos oitenta anos não há inimigos – há apenas sobreviventes.” (David Bem-Gurion)

 

Comentários: