O QUE SIGNIFICA SOBERBA

Soberba?

– Não acredite em tudo o que lhe dizem os extraterrestres; sua soberba inevitavelmente os torna muito mentirosos…

Ele achava que não existia profissional mais capacitado naquele negócio do que ele.

Que ele era quem mais entendia do produto.

Que ele era quem mais entendia de relacionamento com clientes.

Que ele era quem mais entendia de controle das finanças.

Que ele era quem mais entendia da administração da atividade.

Enfim, ele pensava que sem ele nada naquele negócio funcionaria.

E ele se achava uma pessoa muito fácil de se lidar – desde que as outras pessoas o reconhecessem como o melhor.

Em tudo o que fazia em sua atividade.

Afinal, quem é que nunca conheceu alguém assim, com tamanha soberba?

Alguém que se achasse tão superior aos demais?

Gente cheia de arrogância e pretensão.

Coisa chata conviver com alguém assim, não?

Alguém com tamanha soberba!

Bem, não necessariamente.

Eu conheci alguém assim – e apesar desse tipo de conduta diária em seu trabalho, nunca foi uma pessoa que transmitisse qualquer lampejo de soberba – pelo contrário!

Sempre foi uma pessoa das mais humildes e atenciosas.

Disposta a demonstrar que tudo o que ele pensava respeito de si próprio, ele fazia jus.

E é justamente por isso que resolvi falar dele.

Para endossar tacitamente tudo aquilo que ele tinha como autoimagem.

E prestar-lhe uma homenagem sincera.

Como reconhecimento de sua efetiva capacidade de lidar com tudo o que envolvia seu negócio.

Afinal, nunca vi em quaisquer das empresas pelas quais tive qualquer tipo de contato, um profissional tão abnegado, capaz e prestativo.

E principalmente digno do mérito de ser reconhecido como realmente o mais competente, o mais preparado e, principalmente, o melhor em sua atividade.

Sem quaisquer resquícios de soberba.

– Parabéns, Geraldo! Jamais haverá outro carrinho de pipoca como o seu! Geraldo: o melhor pipoqueiro que eu conheci nos tempos de faculdade!

Tratava-se de uma pessoa que não falava de si próprio a esmo, a não ser que alguém estivesse realmente disposto a ouvir.

Diferentemente de muitas pessoas que nem sempre sabem o que estão fazendo, para quem estão fazendo e, principalmente, por que estão fazendo.

Mas que se apresentam de uma maneira absolutamente soberba, descrevendo a si com tantas qualidades e aptidões que não haveria como não serem consideradas pelos demais como serem simplesmente…

Extraterrestres!

Pois se tratam de pessoas cuja soberba naquilo que dizem de si próprias atinge tamanha magnitude que chega a ultrapassar a capacidade de entendimento dos ouvidos das outras pessoas…

***

“Chega de falar de mim; vamos falar de você: o que você pensa sobre mim?” (Edward Koch)

 

Categorias@

Comentários: