PROPOSIÇÃO

Proposição:

– Ato ou efeito de propor; aquilo que se apresenta como sugestão, enunciação ou afirmação.

Quando uma proposição tem como objetivo uma sugestão, isso significa que quem a ouve pode aceitá-la ou não, seguindo simplesmente suas convicções pessoais, independentemente de quaisquer outros padrões de avaliação.

Ou seja, sua própria opinião.

Quando uma proposição tem como base uma enunciação, isso significa que quem a ouve deve estar atento a aquilo que os outros poderão pensar a respeito dela, já que se trata de uma condição em que o padrão de avaliação não tem a ver com a essência do que é apresentado, mas com o que é entendido.

Ou seja, a opinião dos outros.

Quando uma proposição tem como base uma afirmação, isso significa que quem a ouve vai esperar por argumentos que a sustentem, de maneira que possam assumir com algum grau de segurança a premissa apresentada, sem se preocuparem com o que quer que seja entendido, mas sim com o que foi afirmado.

Ou seja, a realidade.

Então, quais são as proposições que você fez hoje?

– Físicas

– Químicas?

– Biológicas?

– Mentais?

– Espirituais?

Independentemente de quaisquer que tenham sido elas especificamente, tenha a certeza:

– Você propôs muitas coisas às pessoas hoje sem perceber, por não ter se dado conta nenhuma delas, quaisquer que tenham sido.

E as pessoas sempre estarão propensas a novas proposições, novas idéias, novos conceitos, novas alternativas – quer seja uma sugestão, enunciação ou afirmação.

Ou o que quer que seja útil o suficiente para lhes inspirar a fazer ou deixar de fazer alguma que justifiique suas vidas – ou pelo menos algum instante.

Mas isso só vai ocorrer se você realmente acreditar em suas proposições, mesmo contrariando a opinião dos outros.

Independentemente daquilo que no dia a dia costumam charmar de realidade…

***

“O ser humano está pronto para morrer por uma idéia, desde que a idéia não esteja bastante clara para ele.” (Paul Eldridge)

 

Comentários: