O QUE SIGNIFICA INSIGHT

Insight: qual é o gênio que liga para os fatos?

Insight representa um termo que assumiu uma conotação técnica muito importante na área financeira (contabilidade, auditoria, controladoria, consultoria e afins) e que vem sendo amplamente disseminado pela cultura empresarial anglo-saxônica (como cultura empresarial “anglo-saxônica” entenda-se “americana”).

Por mais uma dessas várias manifestações inconscientes de submissão ao colonialismo artificial (já que ninguém invadiu o país com armas e bagagens, impondo essa situação aos aqui nativos), criou-se a fantasia de que o termo insight não possui correspondente na língua portuguesa  – mais um exemplo de, como dizia Nelson Rodrigues, complexo de vira-lata.

Insight significa uma idéia diferente da visão que usualmente as demais pessoas têm sobre determinada situação ou fato.

Só uma idéia? Não; mais do que isso.

Não fôssemos nós brasileiros tão preconceituosos no que se refere à adoção de novas palavras, a melhor definição para o português brasileiro do termo insight seria:

– Insight significa um lampejo de introvisão – ou mais popularmente, uma sacada.

Uma grande sacada…

Por que uma grande sacada?

Por conta de seu resultado.

Qual o resultado de um insight?

– Algumas pessoas choram… Outras, vendem lenços…

Insight é sim uma idéia – mas não simplesmente uma idéia.

Tem de se apresentar com uma nova idéia.

Algo que, invariavelmente (mas não necessariamente), nenhuma outra pessoa tenha pensado antes.

Gerada por conta de uma vontade, muitas vezes insana, de driblar os fatos.

Ou fazer com que eles (os fatos) tenham uma outra conotação.

Um outro sentido, um outro significado.

A concepção de um insight tem a ver com:

– Intuição;

– Perspicácia;

– Discernimento;

– Percepção…

Ou seja, qualidades necessárias para que se possa avaliar a realidade ao seu redor, para visualizar uma possível nova realidade. Algo do tipo:

– Como é que seria se o que é não fosse?

Um insight não representa necessariamente uma proposta pronta de procedimentos a serem implantados após sua apresentação.

Pelo contrário: pode representar apenas uma proposta de reflexão.

De como as coisas poderiam ser diferentes, se vistas sob um novo ângulo.

Diferentes e para melhor.

Quem apresenta um insight não precisa de bate-pronto, preocupar-se em como será operacionalizada sua idéia – sua sacada.

Ele só precisa, necessariamente, avaliar se sua idéia é útil.

E, principalmente, se é factível – que significa ser possível de se tornar realidade, num futuro próximo.

Pois, se não for assim, de nada adiantarão seus insights.

O máximo que essa pessoa conseguirá será o codinome, num sentido não muito elogioso, de Julio Verne.

Que foi quem primeiro consagrou na literatura a possibilidade de uma viagem à Lua.

E ao ser perguntado sobre como seria possível uma viagem à Lua – numa época em que nem avião era acessível.

Todos concordaram:

– Ele vive no mundo da Lua…

O que significa insight? Claro que sempre tem a ver com uma idéia – mas não apenas uma idéia; insight tem a ver com uma grande sacada, que possa alterar o rumo da realidade existente em algum cenário, e propor uma nova realidade, ou novas realidades:

– O caminho entre onde estamos e onde queremos chegar…

***

“As idéias geniais são aquelas que nos espantamos de não termos tido antes.” (Noel Clarasó)

 

Comentários: