O QUE SIGNIFICA ZEITGEIST

O espírito de nossa época:

– A televisão me deixou burro… Muito burro demais… Agora todas coisas que eu penso… Me parecem iguais… (Titãs)

ZEITGEIST (pronuncia-se: tzait.gaisst) é um termo alemão, cuja versão para o português significa alguma coisa como espírito da época, espírito do tempo ou sinal dos tempos.

Zeitgeist seria, de maneira simplificada, o conjunto do clima intelectual e cultural do mundo, numa certa época, ou as características genéricas de um determinado período de tempo.”

Feita essa singela e despretensiosa introdução, pergunto:

– Qual seria o zeitgeist, ou o espírito de nossos dias?

Seria a duplilinguagem, recurso usual a palavras com diversos e imprecisos sentidos (e, portanto, nada honesto…) e que se tornou um marco desta nossa era?

Em nossos dias, o sonho de realização pessoal e profissional de muitos pode ser resumido em três letras:

– BBB…

Ou seja: muito Blá, Blá, Blá – e pouco diálogo.

Tudo bem, reconheço: não faz mais sentido absoluto hoje em dia alguém ter como expectativa única de realização pessoal e profissional ser admitido em uma grande empresa e esperar nela permanecer até a aposentadoria.

Até 20 anos atrás (um pouco mais, um pouco menos), jurava-se amor e fidelidade eternos ao empregador, ao amigo, diante do padre.

Isso mudou?

Muito!

Para melhor?

Sim!

Não!

Talvez!

Nem tanto!

Quem sabe…

A porteira se rompeu – e como sempre numa situação como essa houve um estouro da boiada.

Seria um problema o estouro da boiada?

O problema é sempre o mesmo: a maioria dos bois não sabe “do quê”, ou “por quê” está correndo.

Achar que não faz sentido qualquer sentimento de amor e de fidelidade a aquilo que o cerca reduz uma pessoa ao absoluto vazio em sua existência.

Faz com que ela deixe de prestar atenção em tudo aquilo que possa representar apenas um detalhe:

– Um café;

– Um copo de água;

– Um abraço;

– Um beijo;

– Um aperto de mão;

– Um avô;

– Um tio;

– Um irmão;

– Uma conversa de bar;

– Uma palavra dita;

– Uma palavra “mal” dita;

– Uma palavra “não” dita…

Resultado disso tudo?

A busca pelo imediato!

Sem causa, sem conseqüência.

E muito menos fidelidade.

Se alguém pensa que pode construir relacionamentos duradouros, estruturados, fortes e profícuos, considerando esses termos e essas bases…

– Zeitgeist!

Bem-vindo ao espírito de nossa época!

***

“A vida não é ter e obter. É ser e tornar-se.” (Matthew Arnold)

 

Comentários: