O QUE SIGNIFICA PERSISTÊNCIA

Persistência?

Respire…

Respire…

Isso, continue assim…

Respirando…

A vida anda tão corrida nos dias de hoje que muitas pessoas já se esqueceram do quão persistentes foram um dia…

Persistência não é para profissionais – quem efetivamente sabe exercê-la em quaisquer circunstâncias da vida são os amadores:

– Pois todos nascemos amadores – aprendemos a respirar porque precisávamos respirar…

(Amadores: pessoas que exercem algum tipo de atividade, quer seja profissional, esportiva, social, cultural ou outra qualquer, independentemente de qualquer perspectiva de retorno financeiro – elas simplesmente fazem o que fazem porquê AMAM fazê-lo! E por conta disso, AMADORES…)

Por algum motivo (nem sempre alheio à nossa vontade…) a vida segue seu curso, independentemente de nossa persistência – ou, em outra palavras, daquilo que teimamos em fazer ou deixar de fazer.

Por exemplo, independentemente de nossa vontade, respiramos… Respiramos… E respiramos.

Indefinidamente!

Hora após hora…

Minuto após minuto…

Segundo após segundo…

E, quantas vezes, ao longo de um dia, nem nos damos conta dessa atividade orgânica tão essencial à nossa sobrevivência e para a qual, ainda que inconscientemente, nos mantemos com absoluta persistência?

Por que fazemos isso, de maneira tão articulada, tão intensa, tão regular, independentemente de nossa consciência sobre sua necessidade, ou até mesmo sem a consciência do domínio sobre os mecanismos que viabilizam toda essa gama atividades fisiológicas?

Bem, simploriamente, de uma maneira ou de outra, todos nós temos em mente o porquê:

– Fazemos porque temos de fazer..

Persistência não representa uma dádiva…

Muito menos um dom divino.

Representa apenas e tão somente a consciência de alguém em se dedicar ao cumprimento de uma tarefa.

Dedicando todas as suas energias à sua realização – independentemente de tudo o possa ocorrer a seu redor.

Persistência não tem nada a ver com o clima…

Com o trânsito…

Com conhecimento…

Mas com a única evidente razão que mantém alguém vivo:

– Sobreviver…

Ao nascermos, nenhum de nós tinha consciência quanto ao que nos esperava fora do aconchego e da segurança da barriga de nossa mamãe – até porque, se tivéssemos essa consciência, teríamos tentado de alguma maneira reverter o processo, para jamais sair de lá…

Portanto, respire…

Respire…

Respire…

– “Respirar? É lógico que vou respirar!” poderiam dizer alguns!

Só não sei se esses alguns entenderam que persistência é como respiração!

E que a vida de qualquer pessoa só vai ter alguma perspectiva enquanto ela continuar a respirar…

***

“Só quem está sendo asfixiado aprende que o ar existe.” (Monteiro Lobato)