O QUE SIGNIFICA LIXO

Lixo: algo a ser descartado – com respeito.

Lixo significa (em tese) tudo aquilo que não tem mais serventia.

Ou, em outras palavras, não serve para mais nada!

Para mais ninguém – ou “quase” ninguém, pois há quem considere haver mesmo no “lixo” algo de serventia, de importância, que possa contribuir para a melhoria da qualidade de vida das pessoas, por possuir ainda alguma possibilidade de reaproveitamento!

Por que isso só então, justamente na hora do descarte, já que há até pouco tempo, lixo era simplesmente… Lixo!

Porque o mundo mudou!

E muito mais do que por conta de uma suposta e simplópria consciência ecológica, estamos aprendendo que para tudo na vida existe sempre uma alternativa!

Por mais que algo parece inútil, por estar defasado, sem serventia aparente – o que implicou numa reavaliação do conceito de lixo!!!

E, como resultado dessa reavaliação filosófica, o que era lixo virou simplesmente algo a ser descartado – ainda que possa reciclável.

Pois a sociedade moderna estabeleceu novos parâmetros para a utilização dos recursos naturais, antes que eles se exaurem.

E então, o que é lixo? No fundo, não há mais lixo.

Pelo menos segundo o novo conceito de reaproveitamento dos recursos naturais! Tudo o que o vem da natureza é importante: e se vem da natureza, tem de ser preservado.

Pois é imprescindível para assegurar a continuidade da raça humana.

E a raça humana? Como é que fica nessa história?!? Essa talvez não seja tão importante, a ponto de determiná-la como fundamental para a continuidade do planeta.

Pois, segundo os “ECAlogistas”, não possui mais qualquer propriedade de reaproveitamento.

Afinal: o que significa lixo?

Toda conduta pessoal que despreza tudo o que de melhor e mais produtivo pode haver em outra pessoa:

– A experiência;

– A fidelidade;

– A dedicação;

– A confiabilidade;

– O exemplo…

Lixo é tudo o que faz um ser humano descartar seu semelhante sem se lembrar que ele também é um ser humano e, como tal, gostaria também de ser respeitado, ainda que descartado – mas não como lixo não reciclável!

Não há lixo maior no pensamento da sociedade do que agir sem respeito…

***

“Eu sou o que me cerca. Se eu não preservar o que me cerca, eu não me preservo.” (Jose Ortega y Gasset)

 

Comentários: