JOB ROTATION

Job rotation representa uma ferramenta de gestão de pessoal.

Sua aplicação está relacionada à política de gestão de recursos humanos da empresa.

Essa política de aplicação do job rotation tem como finalidade qualificar os profissionais de uma empresa com conhecimentos das mais diversas áreas.

E que traz como consequência inúmeros benefícios internos.

Um desses benefícios seria o de, em vez de buscar profissionais no mercado para preencher cargos eventualmente em vagos, ela ser capaz de repor essas posições com pessoas que já trabalham na empresa.

Pessoas com experiência no desempenho das atividades inerentes a esses cargos.

Por exemplo, qualquer empresa sabe que, mais cedo ou mais tarde, vai ter a necessidade de repor seu diretor financeiro – nem que essa posição seja ocupada pelo filho do dono.

Por diversos motivos:

– Aposentadoria;

– Morte;

– Invalidez;

– Pedido de demissão;

– Ineficiência…

E, como parte do currículo básico de qualquer eventual pretendente a ocupar esse cargo, ela exigirá dele conhecimentos em:

– Conciliações bancárias;

– Aplicações financeiras;

– Contas a pagar;

– Contas a receber;

– Custos;

– Contabilidade;

– Impostos;

– Orçamento;

– Fluxo de caixa;

– Gestão de pessoal…

E outras tantas mais!

É óbvio que nenhum diretor financeiro terá no rol de suas atividades rotineiras o desempenho direto de quaisquer uma delas.

Todas essas atividades serão executadas por outros profissionais dentro de uma empresa – seus subordinados.

Mas qualquer que seja esse profissional ele terá, na condição de chefe da área financeira, a responsabilidade de validar todas essas informações.

Será sempre ele, na função de diretor financeiro, o profissional responsável em avaliar a qualidade e, principalmente, a razoabilidade das informações geradas por esses profissionais.

E como alguém poderia avaliar algo que não conhece?

Daí uma das mais importantes conclusões geradas pela aplicação do job rotation.

Toda empresa que tem como política o aproveitamento do pessoal interno na ocupação de cargos de liderança deverá procurar fazer com que essa opção seja possível, promovendo o job rotation.

Que é fazer com que:

– Você era supervisor de contas a receber? Agora passou a ser supervisor de contas a pagar.

– Você era o gerente de custos? Agora passou a ser o gerente de contabilidade.

– Você era o gerente de impostos? Agora passou a ser o gerente de orçamentos.

A política de job rotation deve ser incentivada em qualquer empresa.

Pois ao adotar o job rotation o que uma empresa está fazendo é dar a entender que há oportunidades para que seus profissionais possam galgar postos mais altos dentro da própria empresa.

Sem recorrer ao mercado para a reposição de eventuais posições que se tornem vagas na empresa.

Job rotation implica em:

– Ontem contabilidade, amanhã custos…

– Ontem custos, amanhã orçamento…

– Ontem orçamento, amanhã impostos…

Quando se trata de funcionários que ainda se encontram em níveis básicos na hierarquia funcional de uma empresa (por exemplo, trainees), a aplicação do job rotation representa uma oportunidade para esses profissionais, pois possibilita a eles a chance de mostrar sua capacidade de adaptação em outras áreas da empresa.

Já, quando se trata de funcionários que tenham atingido um nível de senioridade relativamente importante nas operações da empresa (por exemplo, 5 anos), é preciso que esse profissional estabeleça critérios para a avaliar sua posição dentro da empresa – e, por conseguinte, o real objetivo para fazer com que ele participe de um job rotation.

Pois participar de um job rotation depois de uma promoção na empresa pode não ser apenas um…

Job rotation!

Por exemplo, um job rotation depois de 3 anos na mesma função não só pode ser indicativo de perspectiva de crescimento dentro da empresa como também pode servir como estímulo para reavivar o empenho desse profissional.

Um job rotation depois de 2 anos pode significar a exposição a um desafio maior para um futuro mais promissor.

Um job rotation depois de 1 ano pode significar que a empresa está perdida em sua política de recursos humanos.

Um job rotation depois de 6 meses pode significar que é melhor ficar esperto e deixar seu currículo pronto para qualquer eventualidade.

Um job rotation depois de 2 meses pode significar…

Será que algum leitor deste artigo que esteja vivenciando um job rotation depois de 2 meses ainda está despendendo seu precioso tempo tentando entender o significado de tantas reticências….

Ou já está atualizando seu currículo?

***

“Se você não pode descrever o que está fazendo como um processo, você não sabe o que está fazendo.” (William Edwards Deming)

 

Comentários: