ÍNDICES DE LIQUIDEZ: FÓRMULAS

Fórmulas na análise das demonstrações contábeis representam uma das mais efetivas ferramentas de avaliação da saúde financeira de qualquer empresa.

Não só porque são as mais comumente aplicados.

Mas principalmente por serem aqueles que fornecem a base mais relevante para análise e  avaliação dos negócios de uma empresa, organização ou instituição.

Dentre as atividades relacionadas à área contábil, não há tarefa mais árdua do que interpretar suas demonstrações.

As demonstrações contábeis.

De per si, as demonstrações contábeis já possuem em sua essência um alto grau de complexidade para a maioria dos analistas de investimento…

Dos fundos de ações…

Dos próprios gestores das empresas!

Imagine então para a maioria das pessoa…

Objetivamente, o cálculo de índices de liquidez procura traduzir de maneira sistemática a capacidade da empresa, organização ou instituição, de honrar seu passivo.

Quer seja de curto ou longo prazos.

Em outras palavras, o cálculo de índices de liquidez procura identificar a capacidade de uma empresa em…

Pagar as suas dívidas!

Independentemente de sua natureza, origem ou finalidade.

O conceito não só é simples como prático.

E para traduzir essa praticidade, numa metáfora simplória, imagine alguém às 4 horas da manhã, depois de muita “atividade”, tendo de pagar a conta no caixa depois de uma balada.

Ao abrir a carteira, ela procura pela resposta:

– Nossa! Será que dinheiro suficiente para pagar o que devo…?

Índices de liquidez são fáceis de serem calculados, independentemente das atividades.

Seja nos negócios, na vida ou numa balada.

Afinal, ainda ninguém ainda descobriu como pagar dívidas sem ter recursos para isso…

Muito menos como reinventar a roda…

***

Índices de liquidez – fórmulas

Índice de liquidez imediata:

– Disponível (/) Passivo circulante

O dinheiro em caixa disponível para se pagar as dívidas de curto prazo.

Índice de liquidez corrente:

– Ativo circulante (-) Passivo circulante

O dinheiro em caixa, em aplicações financeiras, a receber de clientes e em estoques de mercadorias disponível para se pagar as dívidas de curto prazo.

Índice de liquidez seca:

– [Ativo circulante  (-) Estoques] (/) Passivo circulante

O dinheiro em caixa, em aplicações financeiras e a receber de clientes disponível para se pagar as dívidas de curto prazo – sem considerar os estoques.

Índice de liquidez geral:

– [Ativo circulante (+) Realizável a longo prazo] (/) [Passivo circulante (+) Exigível a longo prazo]

O dinheiro recebido ou a receber, e todos os demais bens e direitos de hoje ou de aqui a mais um ano, disponível para se pagar as dívidas totais – tanto de curto quanto de longo prazo.

***

“Sempre espere ficar desapontado – e você não ficará.” (Saul Gorn)