O QUE SIGNIFICA FANTASMA

Fantasmas existem?

O que são fantasmas?

Para começar, que fique bem claro:

– Fantasmas não vêm do além – vêm do aquém…

Não existe nada mais natural na vida das pessoas do que levar sua vida convivendo com fantasmas – e justamente por isso, muitos desses fantasmas acabam virando (acredite!) de “estimação”.

Assim como não há nada mais natural sobre a face da Terra do que o sobrenatural: tudo o que existe na natureza é natural.

Mas aquilo que só existe na cabeça das pessoas é que realmente é sobrenatural – consequência de nossa incapacidade de interpretar e, na maioria das vezes, entender como as coisas funcionam na natureza, com clareza!

Por exemplo, não há nada mais natural do que um milagre.

Muitas pessoas não acreditam em milagres simplesmente porque não acreditam no sobrenatural.

Eu, de minha parte, acredito em milagres, pois os vejo o tempo todo:

– Pessoas ouvindo vozes mesmo quando sozinhas…

– Pessoas vendo quem não está presente…

– Pessoas se deslocando sem pisar no chão…

– Pessoas falando entre si mesmo estando a quilômetros de distância…

– Pessoas discutindo com pessoas, sem ouvir a sua voz…

Alguém que tente interpretar as situações citadas exclusivamente segundo um ponto de vista objetivo, não acreditará na ocorrência de nenhuma delas, pois se tratam cada uma delas de descrições simplistas – e, portanto, esse alguém só as aceitaria se considerasse a possibilidade da existência de… Fantasmas!

Fantasmas…?!?

Afinal, o que são fantasmas?

Fantasmas são tudo… E nada – ao mesmo tempo.

Senão, vejamos:

– Pessoas ouvindo vozes mesmo quando sozinhas…

         Isso é… Rádio!

– Pessoas vendo quem não está presente…

         Isso é… Televisão!

– Pessoas se deslocando sem pisar no chão…

         Isso é… Automóvel!

– Pessoas falando entre si mesmo estando a quilômetros de distância…

         Isso é… Telefone!

– Pessoas discutindo com pessoas, sem ouvir a sua voz…

         Isso é… Internet!

Então, afinal… O que são fantasmas?

Nada mais do que situações não entendidos:

– Relacionamentos mal resolvidos…

– Desejos não realizados…

– Respostas mal digeridas…

– Perguntas mal dissecadas…

– E tudo o quanto mais que não se tenha conseguido interpretar…

Em qualquer uma dessas situações, corremos o risco de nos defrontarmos com quem mais aflige nossas vidas:

– Nós mesmos…

Do que as pessoas têm mais medo:

– De fantasmas?

– De bruxas?

– De espíritos?

Às vezes, só o que nos falta na vida é um pouco mais de coragem para enfrentar quem realmente somos – e buscar nosso autoconhecimento:

– O que amamos…

– O que odiamos…

– O que procuramos…

– O que ignoramos…

– O que pensamos…

Quem não tomar a iniciativa de assumir sua própria responsabilidade por seu autoconhecimento, procurando entender o que se passa à sua volta… Vai ver muitos fantasmas ao longo de sua vida!
***

“Fé é acreditar no que você não vê; a recompensa é ver o que você acredita…” (Santo Agostinho)