DE SEM TETO A MILIONÁRIA

Teto garantido nunca foi motivação para alguém ter buscar onde dormir…

***

Deixe-me compartilhar com você a história de alguém – uma americana que foi de sem teto a milionária, em dois anos:

– Um exemplo real de perfil de pensamento que retrata o que significa liderança.

E seu perfil pode ser resumido da seguinte forma:

– Ela era uma sem-teto….

– Foi vítima de maus tratos na infância…

– Foi vítima de abuso sexual…

– Foi viciada em cocaína…

– Como empregada, nunca foi além de garçonete…

– Morava no próprio carro…

– Tinha dívidas de US$ 37 mil, impagáveis para ela…

– E até o suicídio ela tentou…

– Mas teve uma idéia: que tal vender produtos para emagrecimento?

E de sem-teto e viciada passou a ser uma milionária…

Em apenas dois anos!

Pergunta:

– Como é que alguém que não teve sequer a capacidade de se suicidar (em tese, uma tarefa que só dependia dela…) consegue renascer e construir um patrimônio desses: sair de uma situação de sem teto a milionária?

Resposta:

– Sair de uma situação de sem teto a milionária é fácil; basta ter um projeto de realização de vida que justifique engolir todos os “sapos” inerentes à condição de falta de teto, acumulando a energia necessária para renascer!

E usufruir de tudo o que vem com uma condição melhor do que o fundo do poço.

Por exemplo, uma condição de milionário!

E eis aqui um novo mantra que possvelmente passará a ser estudado nas escolas de administração ao redor do mundo, com o decorrer dos anos:

– A realização de qualquer projeto envolve, necessariamente, não só a habilidade do empreendedor em identificar um segmento profícuo para exploração mas, principalmente, sua capacidade em estabelecer um processo que inclua pessoas competentes para a realização da tarefa, e fazer elas trabalharem.

Moral da história?

– Engana-se quem acha que existe poço sem fundo: todo poço tem fundo – mas só é possível conseguir sair desse fundo quem ao se ver nele olhar para cima e constatar que ainda não há uma lápide como TETO

***

“Eu não podia esperar pelo sucesso – assim, eu fui em frente sem ele.” (Jonathan Winters)