COMO CRIAR BONS POLÍTICOS

Políticos nada mais são do que candidatos a cargos como funcionários públicos – e quando os alcançam, se tornam empregados como outro qualquer!

Ou pelo menos deveriam sê-lo…

Numa mesa do boteco:

– Interessante esse mundo…

Esse mundo?

– É… O da política…

O da política? Como assim?

– Por exemplo: quando alguém usa uma mentira para tirar o dinheiro das pessoas, isso se chama “fraude”; mas, se usar uma mentira para essas mesmas pessoas para ter os votos delas, isso se chama “política”…

Cara: de onde é que você tirou isso?

– Pense bem: qual o melhor negócio do mundo?

Melhor negócio do mundo?

– É… Aquele que te traria um grande lucro – líquido e certo!

Sei lá – se eu soubesse, não tava agüentando o nosso chefe até hoje…

– Pois eu sei, e lhe digo agora… É comprar um político pelo seu valor… E vendê-lo pelo preço que ele acha que ele vale…

Ah ah ah!

– Sério! Você já viu um político se achar “substituível”?

Hummm…

– Pois é, todos eles se acham “insubstituíveis”… Que eles representam o supra-sumo da realização humana…

Tá bom, tá bom… Já deu para perceber que você não gosta de política.

– Não se trata de gostar de política: trata-se de procurar entender o real significado da política no sentido pleno da palavra: o exercício da arte da convivência com quem não compartilha com você da mesma opinião, mas ambos os lados procurando chegar a um termo que concilie suas diferenças, através da exposição de idéias, conceitos, princípios…

Ah tá, entendi: você não gosta é de políticos. Só que quem faz política são os políticos!

– Não… Não é assim… E é aí é que está o problema… Pois tem muita gente que pensa assim… Não são somente políticos que fazem “política”… Todo mundo faz política no dia a dia de sua vida, só que as pessoas não percebem… Elas fazem política em casa… Na escola… No trabalho… No trânsito… Afinal, todos nós temos de conviver ao longo de nosso dia a dia, em algum momento, com alguma situação em que alguém ao nosso redor não concorde com nossa opinião – com nosso pensamento, com nossas idéias, com nosso procedimento…

Então, já que todo mundo faz política inclusive nós, segundo seu raciocínio, qual a diferença entre o político profissional e nós?

– A diferença é… É… É… Opa! Já tá tarde… Parei com o chope… Vam’bora… Amanhã temos de chegar cedo para fechar o balanço.

Arrá!

– Arrá…?

Já sei como criar bons políticos!

– É? Como?

Fazendo o que qualquer chefe faz com seus subordinados ineficientes!

– …?

– O grande problema é que o povo ainda não entendeu quem é o verdadeiro chefe numa democracia!

– E o que faz um chefe usualmente faz com subordinados ineficientes?

– Manda eles embora!

– E como é que o povo, o grande chefe numa democracia pode mandar um político embora?

Simples: na eleição seguinte, não os reelegendo!

– …

***

“Políticos não refletem a maioria: eles a constróem.” (Stuart Hall)

 

Comentários: