MULHER

Uma das maiores distorções da sociedade moderna é procurar transmitir a idéia de que as mulheres são vítimas de uma sociedade machista.

A sociedade nunca foi machista.

O mundo é que sempre foi simplesmente cruel.

Desde os primórdios da humanidade – a pré-história.

A vida sempre foi difícil para mulheres, dinossauros, homens, mamutes, australopithecus – ou quem quer que estivesse disposto a lutar pela sobrevivência.

E quando se luta pela sobrevivência, a regra é clara:

– Quem é que vai me livrar dessa?

E foi assim, sempre assim – tanto que as mulheres, do alto de sua sapiência determinaram a seus homens:

– Enfrente o mundo lá fora e traga comida para prover sua família do devido sustento!

Ao que os homens responderam:

– Mas querida, o mundo lá fora é totalmente indiferente, insensível, violento, hostil, cruel… Como vou conseguir sobreviver nesse ambiente de guerra contínua, injusta, e sem qualquer padrão de convivência moral, ética ou filosófica?

O que elas responderam?

– Eu consegui sobreviver ao parto de cada um de todos os seus filhos; o que significa uma guerra perto disso?

E lá se foram todos os homens cumprir seu papel:

– Mutilando;

– Matando;

– Morrendo…

Num época em que não havia qualquer forma prática de respeito pela vida:

– Band-aid;

– Água oxigenada;

– Merthiolate;

– Horas extras em dobro;

– Férias remuneradas;

– FGTS;

– Auxílio desemprego;

– Aposentadoria;

– Celular;

– Os Simpsons…

A sabedoria das mulheres sempre foi muito superior à dos homens.

Ontem, hoje e sempre.

E continuará sendo assim durante muito tempo.

Pois agora elas se deram conta de que é a hora de abandonar o padrão adotado lá atrás, ao longo de décadas, séculos, milênios…

Com o mundo mais fácil sem leões nas ruas e carteira de trabalho assinada, chegou a hora de sair da casinha!

A mulher sempre dominou de maneira subliminar ao longo de toda história a existência humana.

Afinal:

– Por que se atribui a existência do machismo aos homens?

Como se os homens fossem responsáveis pela concepção, criação e educação de seus filhos ao longo da história da humanidade…

Entendeu a ironia dessa afirmação?

Por favor, diga que entendeu!

Senão, vou contar para minha mãe…

***

“Em tempos como este é bom se lembrar que sempre houve tempos como este.”  (Paul Harvey)

 

Comentários: